Banca comercial a operar em Timor-Leste tem níveis elevados de crédito malparado

7 October 2010

Díli, Timor-Leste, 7 Out – Timor-Leste tem de aprovar um mecanismo que regule a execução das garantias sem o que será muito difícil que a banca comercial continue a apoiar a economia do país, afirmou quarta-feira em Díli o director-geral do grupo financeiro português CGD.

Citado pela agência noticiosa portuguesa Lusa, Fernando Alves disse que o sistema bancário confronta-se com um montante elevado de crédito malparado, sendo importante que a situação se resolva a fim de que a “banca comercial possa continuar a apoiar a economia de Timor-Leste como tem feito no passado”.

Fernando Alves disse ainda haver “um incumprimento grande na amortização do crédito, não sendo culpa dos bancos que a situação se mantenha” e apelou à intervenção do governo “na parte que diz respeito à execução das garantias”.

O representante do grupo estatal financeiro português informou os membros da Comissão Parlamentar de Economia e Finanças que o crédito malparado inscrito nas contas do banco ascende actualmente a 47 milhões de dólares.

O presidente da Comissão Parlamentar de Economia e Finanças, Manuel Tilman, informou, no final da reunião, que os responsáveis de dois dos três bancos a operar no país – CGD e Banco Mandiri, da Indonésia – “transmitiram à Comissão uma imagem muito má da situação do sistema financeiro de Timor-Leste”.

Tilman disse ainda que o crédito malparado da sucursal da CGD representa 50 por cento de todo o crédito concedido pelo banco, enquanto o malparado do Banco Mandiri é de apenas 6,2 milhões de dólares.

O presidente da Comissão esclareceu que a diferença significativa entre os dois bancos se explica com o facto do grupo português estar presente em Timor-Leste desde 1912 (anteriormente sob a designação Banco Nacional Ultramarino) e ter mantido a concessão de crédito em épocas de crise, nomeadamente no período entre 2001 e 2007.

A concluir, Manuel Tilman garantiu que a comissão parlamentar vai tudo fazer para, em conjunto com o governo e com o banco central, tentar melhorar o sistema financeiro do país. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH