PNUD e a japonesa Mitsui patrocinam projecto-piloto em Moçambique

7 October 2010

Maputo, Moçambique, 7 Out – Painéis solares vão ser instalados na Aldeia do Milénio de Chibuto, na província de Gaza, sul de Moçambique, ao abrigo de um projecto-piloto quarta-feira lançado em Maputo pelo ministro da Ciência e Tecnologia de Moçambique, Venâncio Massingue.

Orçado em 2 milhões de dólares com o patrocínio do Programa da ONU para o Desenvolvimento (PNUD) e da multinacional japonesa Mitsui, este projecto visa utilizar fontes de energia renovável para aumentar a produtividade agrícola e melhorar os rendimentos dos cerca de 13 000 habitantes do distrito.

A iniciativa da ONU pretende ajudar o desenvolvimento de comunidades pobres rurais através do acesso a tecnologias actuais, sendo que naquela vila existe um sistema de regadio datado do período colonial que, entretanto, foi danificado nas cheias de 2000.

O projecto contempla a instalação de um sistema alimentado por painéis solares, os quais irão bombear água suficiente para irrigar, numa primeira fase, 53 hectares de terra e, mais tarde, a Mitsui vai enviar técnicos para formar os membros daquela vila na manutenção e gestão do sistema de regadio.

Com o sistema de irrigação a partir do rio Limpopo, “prevê-se que camponeses de subsistência, particularmente mulheres, sejam capazes de melhorar e variar a sua produção, com incidência para produtos como milho, arroz, vegetais e leguminosas o que contribuirá para o aumento da produtividade e geração de renda”, de acordo com a representante do PNUD em Moçambique, Jocelyn Mason.

O programa das Vilas do Milénio prevê o uso das capacidades e potencialidades das comunidades locais no sentido de estas desenvolverem a transferência de tecnologias e, através delas, contribuirem para se atingirem os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio até 2015.

Moçambique tem actualmente cinco aldeias do Milénio financiadas em grande parte pelo PNUD e por doações dos governos do Japão e de Portugal. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH