BEI e BAD emprestaram 45 milhões de euros a Cabo Verde para a construção de parques eólicos

12 October 2010

Luxemburgo, 12 Out – Os bancos Europeu de Investimento (BEI) e Africano de Desenvolvimento (BAD) vão conceder um empréstimo de 45 milhões de euros a Cabo Verde para a instalação de quatro parques eólicos em quatro ilhas do arquipélago, informou a instituição europeia em comunicado.

Os parques serão construídos nas ilhas de Santiago, São Vicente, Boavista e Sal e terão custo global de 65 milhões de euros, indo o Banco Europeu de Investimento emprestar 30 milhões de euros e o Banco Africano de Desenvolvimento 15 milhões de euros.

No comunicado divulgado na passada semana na sua página electrónica, o BEI informou que o acordo para a concessão do empréstimo foi assinado em Washington pelo vice-presidente do banco com o pelouro de África, pela ministra das Finanças de Cabo Verde, Cristina Duarte e por representantes do Banco Africano de Desenvolvimento.

Estes parques irão ter uma capacidade de geração de energia eléctrica de 28 mega watts e será levado a cabo pela InfraCo, empresa de desenvolvimento de infra-estruturas financiada por doadores ao abrigo de uma parceria público-privada entre o governo de Cabo Verde e a empresa local de abastecimento eléctrico Electra.

Estes projectos serão adicionados aos parques solares nessas mesmas ilhas e que nalguns casos já começaram a funcionar, como o do Sal, inaugurado no início deste mês pelo primeiro-ministro cabo-verdiano, José Maria Neves. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH