Espanha vai manter o actual nível de apoio a Moçambique

18 October 2010

Maputo, Moçambique, 18 Out – A Espanha vai manter o actual nível de apoio a Moçambique apesar da crise internacional, disse à macauhub em Maputo uma fonte diplomática, que defendeu que as relações entre os dois países devem atingir patamares mais levados.

A fonte disse ainda que Moçambique deve deixar de ser um país de cooperação para passar a ser um de investimento, “porque os empresários espanhóis precisam de outros mercados e Moçambique precisa de investimentos em muitos sectores, incluindo infra-estruturas”, este ultimo que conta com forte presença de empresas chinesas e portuguesas.

A Espanha tem uma forte presença no sector de pescas, onde pontificam a Pescamar e a Crustamoz, além de outras empresas que estão nos sectores das energias renováveis e da silvicultura.

A Espanha tem uma linha de apoio a Moçambique de cerca de 54 milhões de euros por ano, a maior a um país a sul do Saara, disse a fonte diplomática.

Dos 54 milhões de euros, 7 milhões destinam-se ao apoio ao Orçamento Geral do Estado moçambicano, destinando-se o restante a apoiar as organizações não-governamentais espanholas que operam em Moçambique.

No passado domingo, o Presidente de Moçambique, Armando Guebuza, iniciou uma visita oficial a Espanha, com deslocações previstas às cidades de Madrid, Barcelona e Saragoça.

A fonte diplomática contactada pela macauhub disse ainda que, no decurso desta visita oficial, será assinado um acordo visando o perdão de 17 milhões de euros da dívida moçambicana para com Espanha, actualmente estimada em 22 milhões de euros.

“Será assinado um acordo visando o perdão da dívida de Moçambique para com a Espanha, de cerca de 22 milhões de euros”, disse a fonte, que acrescentou que “10 milhões de euros serão completamente perdoados enquanto outros 7 milhões de dólares serão convertidos em investimentos”. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH