15ª Feira Internacional de Macau abre de quinta-feira a domingo

20 October 2010

Macau, China, 20 Out – A 15ª edição da Feira Internacional de Macau, que se inicia quinta-feira, tem já confirmada a assinatura de 50 acordos empresariais e cerca de 900 bolsas de negócio agendadas, disse terça-feira em Macau o presidente da entidade organizadora.

Jackson Chang, presidente do Instituto de Promoção do Comércio e Investimento de Macau (Ipim), responsável pela organização da feira em cooperação com outras 21 instituições, disse à agência noticiosa portuguesa Lusa que cerca de 2000 projectos comerciais vão aproveitar o certame para procurarem parceiros de negócio.

De portas abertas de quinta-feira a domingo no centro de convenções do hotel The Venetian, a Feira Internacional de Macau assume-se este ano como a maior de sempre, através de um reforço da área de exposição e componente internacional.

Sob o lema “Cooperação – Chave para Oportunidades de Negócio”, o certame conta este ano com 1400 stands de 760 expositores oriundos de 60 países e regiões, alguns que participam pela primeira vez, como a Eslováquia, Panamá e Ainão.

Além dos expositores da União Europeia, Associação das Nações do Sudeste Asiático, China Continental e Taiwan, o evento contará com três pavilhões dos Países de Língua Portuguesa, um dedicado à promoção de oportunidades de negócio e investimento em Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e Timor-Leste, outro exclusivo de Portugal e um terceiro do Brasil.

Um total de 318 delegações comerciais vai participar na feira com mais de 3300 profissionais, entre os quais cerca de 90 empresários dos países de língua portuguesa.

No certame participará também, pela primeira vez, uma delegação de Pequim, com 40 empresas do município que irão promover os seus produtos e serviços, e das ilhas de Ainão e de Hengqin (Zhuhai), que vão procurar captar investidores para projectos na região.

Paralelamente, serão realizados 38 fóruns e seminários, entre os quais a Cimeira de Empresários Chineses do Mundo, uma mesa redonda entre os países lusófonos, a província chinesa de Fujian e Macau e um seminário de cooperação entre a União Europeia e Macau. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH