Banco Africano de Desenvolvimento financia abastecimento de água e saneamento em Moçambique

25 October 2010

Maputo, Moçambique, 25 Out – O Banco Africano de Desenvolvimento concedeu um financiamento de 26,8 milhões de dólares para a manutenção dos sistemas de distribuição de água potável e saneamento das cidades de Lichinga e Cuamba, na província do Niassa, nordeste de Moçambique.

Visando garantir uma maior longevidade às infra-estruturas existentes em Moçambique, este financiamento contempla igualmente acções de formação para o pessoal envolvido.

De acordo com a agência noticiosa moçambicana AIM, a execução deste projecto ficará a cargo da Direcção Nacional de Águas, Conselho de Regulação do Abastecimento de Água e Fundo de Investimento e Património do Abastecimento de Água.

Neste momento, segundo Armando Ussivane, especialista do sector de Água e Saneamento do BAD, está em curso o processo de abertura dos concursos para a aquisição do equipamento necessário.

“A manutenção significa que os beneficiários dos sistemas de água devem ter uma capacidade de poder reparar as infra-estruturas em tempo útil. Isso implica o melhoramento da rede de distribuição, comercialização e distribuição dos acessórios. Esta componente tem sido negligenciada”, disse Ussivane, citado hoje pelo jornal “Noticias”.

Além destes 26,8 milhões de dólares, o Banco Africano de Desenvolvimento vai aprovar, até ao final do Outubro corrente, mais um financiamento para reforçar o Programa Nacional de Abastecimento de Água e Saneamento Rural (Pronasar), orçado em 200 milhões de dólares.

O objectivo é aumentar a cobertura de água potável até 2014, especialmente nas zonas rurais das províncias da Zambézia (centro) e Nampula (norte). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH