Portugal poderá aumentar valor da linha de crédito para investimentos em Moçambique

25 October 2010

Maputo, Moçambique, 25 Out – Portugal poderá aumentar o valor da linha de crédito já existente de 400 milhões de euros para investimentos em Moçambique, disse em Maputo o secretário de Estado do Tesouro de Portugal, Carlos Costa Pina.

Ao falar durante um encontro com empresários para apresentação de um novo mecanismo de apoio ao investimento em Moçambique, o InvestimoZ, de 94 milhões de euros, anunciado em Março passado, quando da visita do primeiro-ministro português, José Sócrates a Moçambique, o secretário de Estado informou que o aumento está a ser objecto de diálogo entre os Ministérios das Finanças dos dois países.

Carlos Costa Pina informou que no âmbito da linha de crédito, foram aprovados até agora financiamentos de projectos envolvendo equipamentos de transporte, relativos à rede eléctrica e viária.

A Sociedade para o Financiamento do Desenvolvimento (Sofid) promoveu na passada semana em Maputo um encontro para apresentar instrumentos e discutir oportunidades de investimento junto do empresariado luso-moçambicano, tendo estado em destaque o InvestimoZ – Fundo Português de Apoio ao Investimento em Moçambique, criado para fomentar o investimento através de parcerias luso-moçambicanas.

O objecto do fundo, que actua como capital de risco, é participar no capital de projectos de investimento em Moçambique, promovidos por empresas portuguesas em parceria com empresas locais, em sectores que acrescentem valor e transfiram competências à economia e ao tecido empresarial moçambicano.

A Sofid, criada em 2007, é uma instituição financeira de crédito, sob a forma de sociedade anónima, detida maioritariamente pelo Estado português (59,99 por cento) e detendo simultaneamente o estatuto de empresa pública, sendo igualmente accionistas os bancos Millenium bcp, Espírito Santo, BPI e o grupo financeiro estatal Caixa Geral de Depósitos (10 por cento cada) e a ELO – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Económico e a Cooperação, com 0,01 por cento. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH