Associação de Angola e Oikos da Alemanha vão relançar produção de café arábica no Cuanza Sul

26 October 2010

Luanda, Angola, 26 Out – A Associação Angolana para o Desenvolvimento (AAD), em parceria com a Oikos da Alemanha, vai iniciar um projecto de relançamento da produção de café arábica no município de Mussende, Cuanza Sul, de acordo com o Jornal de Angola.

Para a materialização do projecto, marcado para o primeiro semestre de 2011, foram identificadas 16 comunidades que abraçaram o projecto estando os financiamentos garantidos pelo Ministério da Cooperação Internacional da Alemanha.

De acordo com o director da Associação Angolana para o Desenvolvimento, Albino Chicale, o clima da região de Mussende adapta-se à cultura do café arábica e, por isso, a organização pensou apoiar os camponeses locais na produção daquela variedade.

Albino Chicale disse ainda ao Jornal de Angola que, desde o desenvolvimento do projecto da produção do café arábica no município de Cassongue, foram colhidas 50 toneladas, o que equivale a 17 toneladas de café comercial (descascado).

O projecto envolveu 512 famílias, espalhadas em 23 comunidades, tendo sido plantados 416 mil pés, numa extensão de 226 hectares, havendo ainda em viveiro 71 mil plantas que vão ser plantadas, a partir do fim de Outubro, aproveitando as chuvas.

A ausência de compradores do café está a provocar queda do preço da produto na província, com o Instituto Nacional do Café a pretender inverter a situação com a instalação de uma unidade industrial de transformação no local. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH