Presidente Hu Jintao exortou Portugal e China a duplicarem comércio bilateral até 2015

8 November 2010

Lisboa, Portugal, 8 Nov – O Presidente chinês, Hu Jintao, exortou Portugal e China a “tentarem duplicar” o comércio bilateral até 2015, noticiou domingo a agência oficial chinesa Xinhua (Nova China).

Pelas contas chinesas, nos primeiros nove meses deste ano, o comércio entre a China e Portugal cresceu 40,7 por cento em relação a igual período de 2009, atingindo 2396 milhões de dólares.

As exportações portuguesas aumentaram 61,4 por cento, para 549,9 milhões de dólares mas, como acontece com grande parte dos países membros da União Europeia, o saldo da balança comercial bilateral é largamente favorável à China.

Hu Jintao “exortou as duas partes a fortalecerem a cooperação económica e a tentar duplicar o comércio bilateral até 2015”, disse a agência Nova China sobre as conversações do presidente chinês com o congénere português, Aníbal Cavaco Silva.

O Presidente chinês indicou também que “o seu país está pronto para explorar com Lisboa formas de elevar a cooperação económica e comercial com outros países de língua portuguesa”.

A China é já o maior parceiro comercial do Brasil e, devido ao petróleo, Angola é o maior parceiro comercial da China em África.

Hu Jintao, que terminou domingo uma visita de dois dias a Portugal, foi o primeiro presidente chinês recebido em Lisboa em mais de uma década.

As relações políticas luso-chinesas são consideradas excelentes e a transição de Macau para a administração chinesa, em Dezembro de 1999, é vista em Pequim e em Lisboa como uma história de sucesso. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH