Chefe do governo de Macau afirmou que herança portuguesa faz de Macau “lugar único” na China

12 November 2010

Macau, China, 12 Nov – A herança portuguesa em Macau faz da actual região administrativa especial um “lugar único” na China, até como plataforma privilegiada de acesso das empresas chinesas aos mercados lusófonos, disse quinta-feira o chefe do Executivo, Fernando Chui Sai On.

Numa declaração escrita à agência noticiosa portuguesa Lusa a propósito da 3ª conferência ministerial do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, que terá lugar dias 13 e 14 de Novembro em Macau, Chui salientou também o “orgulho” do território em ter sido escolhido para a sede do Fórum.

“”É um grande orgulho para Macau ter sido escolhido em 2004, sob proposta da República Popular da China e dos países de língua portuguesa, para acolher o secretariado permanente do Fórum de Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa”, disse Chui Sai On.

O chefe do executivo de Macau acrescentou que a realização das conferências ministeriais (…) no território “é o reconhecimento do papel determinante que Macau tem desempenhado no processo de abertura da China, especialmente, nas suas relações com os países de língua portuguesa”.

A 3.ª conferência ministerial do Fórum Macau contará com a participação, entre outros, dos chefes de governo da China, Guiné-Bissau, Moçambique e Portugal e do Presidente de Timor-Leste. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH