4ª conferência ministerial entre a China e os países de língua portuguesa marcada para 2013 em Macau

14 November 2010

Macau, China, 14 Nov – A 4ª conferência ministerial do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa terá lugar em Macau em 2013, foi hoje anunciado em Macau no final dos trabalhos da 3ª conferência ministerial.

Os chefes de Estado e de governo presentes na conferência acordaram num plano de acção para a cooperação económica e comercial para o período de 2010 a 2013 que pretende ser uma forma de concretizar os resultados da conferência agora concluída e dinamizar a parceria dos países participantes no chamado Fórum Macau.

No que respeita ao comércio, actualmente o principal elo de cooperação entre a China e os países de língua portuguesa, os participantes acordaram na tomada de medidas conducentes ao seu aprofundamento a fim de aumentar as trocas comerciais para 100 mil milhões de dólares até 2013, valor que tinha sido anunciado pelo primeiro-ministro da China, Wen Jiabao, no primeiro dia de trabalhos.

Em termos práticos, os ministros presentes acordaram em criar uma base de dados no Fórum Macau com as oportunidades de investimento em todos os países membros que inclua também informação em áreas de interesse empresarial, por exemplo procedimentos administrativos de exportação/importação, e pôr a funcionar o Grupo de Trabalho do Investimento, sob a coordenação do secretariado permanente do Fórum.

No domínio da cooperação agrícola ficou acordado, entre outros pontos, que a China irá auxiliar cada um dos países de língua portuguesa de África e da Ásia na execução de um projecto agrícola

Ficou ainda acordado que a China irá dar formação a 1500 funcionários e técnicos dos países de língua portuguesa de África e da Ásia e os ministros saudaram a decisão do governo de Macau de prestar apoio logístico e financeiro para a criação, em Macau, do Centro de Formação do Fórum de Macau.

No documento final foi louvada a concessão pela China de empréstimos em condições favoráveis no valor de 800 milhões de yuan (120 milhões de dólares) no âmbito do Plano de Acção 2007/2009 e a concessão de novos empréstimos no valor de 1600 milhões de yuan (240 milhões de dólares) ao longo do período de vigência do novo Plano de Acção, 2010/2013.

Os participantes nesta 3ª conferência saudaram o apoio do governo de Macau na concretização dos objectivos do Fórum Macau e manifestaram o desejo de que Macau continue a desempenhar activamente o papel de plataforma no reforço da cooperação económica e comercial entre a China e os países de língua portuguesa. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH