China vai conceder a Angola 60 bolsas de estudo anuais

22 November 2010

Luanda, Angola, 22 Nov – O governo da China vai conceder a Angola 60 bolsas de estudo anuais, disse domingo em Luanda o embaixador de Angola na China, João Bernardo.

Ao efectuar o balanço da visita vice-presidente da República Popular da China, Xi Jinping, realizada de sexta-feira a sábado, na capital angolana, Luanda, o embaixador adiantou que, além das bolsas de estudo na China, os quadros chineses continuarão a garantir formação em Angola, nos mais variados domínios, visando colmatar a carência existente.

O embaixador afirmou que os acordos em vigor entre os dois países estabelecem o emprego de 30 por cento de pessoal técnico angolano e de materiais de construção produzidos no país, mas acrescentou que Angola não consegue cumprir por défice de pessoal especializado.

João Bernardo considerou óptimos os resultados do vice-presidente da China a Angola pela assinatura de 19 documentos, que permitirão, cada vez mais, cimentar a cooperação e relacionamento entre os dois países e povos.

Considerou relevantes os acordos, entre outros, nos domínios da agricultura, indústria transformadora, petroquímica, telecomunicações e transportes, sobretudo ferroviários.

Neste domínio (ferroviário) está prevista a continuidade do programa de modernização dos caminhos-de-ferro de Luanda, Benguela e Namibe, a renovação de locomotivas, recuperação de linhas férreas e ramais antigos inoperantes, precisou. (macauhub)
China vai conceder a Angola 60 bolsas de estudo anuais

MACAUHUB FRENCH