Hidroeléctrica de Cahora Bassa, em Moçambique, vai iniciar obras de manutenção

30 November 2010

Maputo, Moçambique, 30 Nov – A Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB) vai iniciar obras de manutenção nos nove carregadores da barragem, a fim de evitar fugas de água, informou o administrador Gildo Sibumbo, citado pela imprensa moçambicana.

O administrador disse que os carregadores da barragem, a quinta maior do mundo, registam uma situação de “envelhecimento precoce” por terem estado abertos ao longo dos 16 anos de guerra civil em Moçambique, terminada em 1992, devido à queda da produção de energia eléctrica.

“As fugas que se verificam nas comportas não representam perigo algum mas sim dificultam a gestão hidrológica da barragem, quer no período seco, quer na época chuvosa”, afirmou o administrador da HCB.

Gildo Sibumbo não revelou a identidade da empresa que vai proceder às obras de manutenção da barragem que, por ocorrerem no período seco – entre os meses de Abril a Outubro – levarão três anos, mas informou que as obras irão custar 540 milhões de meticais ou cerca de 15 milhões de dólares.

A barragem de Cahora Bassa, com 171 metros de altura e 303 metros de largura, começou a ser construída há cerca de 40 anos ainda durante o período colonial de Moçambique e produz actualmente 2075 megawatts de energia eléctrica.

Estas obras vão ter lugar três anos após a alteração na estrutura accionista da Hidroeléctrica de Cahora Bassa, em que Moçambique passou a dispor de uma participação de 85 por cento, depois de um acordo assinado em Novembro de 2007 com Portugal. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH