Agência Standard & Poor’s colocou o “rating” de Portugal sob observação negativa

1 December 2010

Nova Iorque, Estados Unidos da América, 1 Dez – A agência de notação financeira Standard & Poor’s (S&P) informou terça-feira ter colocado o “rating” soberano de longo prazo de “A-” de Portugal sob observação negativa.

A S&P justificou esta decisão com o argumento de que o governo de Portugal poucos progressos fez para impulsionar o crescimento económico a fim de compensar os efeitos negativos que as medidas de austeridade inscritas no recém-aprovado Orçamento de Estado vão ter em 2011.

“As políticas que o governo tem seguido fizeram muito pouco para flexibilizar o mercado de trabalho e aumentar a produtividade”, adiantou a S&P, para acrescentar que, em consequência da rigidez estrutural da economia portuguesa e da volatilidade das condições externas, a economia de Portugal deverá sofrer uma contracção real de pelo menos 2 por cento em 2011.

Uma decisão final sobre a alteração à avaliação de Portugal deverá ser anunciada no decurso dos próximos três meses.

Em Abril passado, a Standard & Poor’s tinha baixado o “rating” soberano de Portugal de “A+” para “A-“.

Na passada segunda-feira, a Comissão Europeia previu que a economia de Portugal sofra uma contracção de 1 por cento em 2011 seguida de um crescimento de 0,75 por cento em 2012, que destoa da previsão para a Zona Euro, que deverá crescer 1,5 por cento em 2011 e 1,8 por cento em 2012.

Em crescimento em Portugal estará o desemprego, com as Previsões de Outono da Comissão Europeia a anteciparem taxas de 11,1 por cento e 11,2 por cento, para 2011 e 2012, em contra-ciclo com as previsões para a Zona Euro. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH