Défice da balança comercial de Macau agravou-se de Janeiro a Outubro

1 December 2010

Macau, China, 1 Dez – O défice da balança comercial de Macau registou no período de Janeiro a Outubro um agravamento homólogo de 26,8 por cento para se situar em 29,77 mil milhões de patacas, informou a Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC).

No período, as exportações de Macau – exportação doméstica e reexportações – caíram 7,9 por cento para 5,86 mil milhões de patacas e as importações cresceram 19,4 por cento para atingirem 35,63 mil milhões de patacas.

Em consequência, a taxa de cobertura das importações pelas exportações caiu 4,9 pontos percentuais em termos homólogos para 16,4 por cento.

Nos primeiros dez meses do ano, as exportações de Macau para Hong Kong e para a China aumentaram 3,9 por cento e 1,6 por cento, respectivamente, para 2,51 mil milhões de patacas e 936 milhões de patacas e para os Estados Unidos da América e União Europeia caíram 41,4 por cento e 40,3 por cento, respectivamente, para 688 milhões e 331 milhões de patacas.

Por seu turno, as importações da China e da União Europeia aumentaram em termos homólogos 16,6 por cento e 26,9 por cento, respectivamente, atingindo 11,05 mil milhões de patacas e 7,85 mil milhões de patacas.

Em Outubro, as exportações de Macau caíram 3,2 por cento para 568 milhões de patacas e as importações aumentaram 17,5 por cento para 3,76 mil milhões de patacas, pelo que o défice comercial se situou em 3,19 mil milhões de patacas.

Ainda relativamente a Outubro, a DSEC salientou o facto de a exportação doméstica ter atingido 237 milhões de patacas, ou mais 31,4 por cento do que em Outubro de 2009, constituindo este o primeiro crescimento desde Março de 2008. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH