Empresas da China pretendem prospectar matérias-primas em Moçambique

6 December 2010

Maputo, Moçambique, 6 Dez – Empresas chinesas solicitaram ao Ministério dos Recursos Minerais licenças para a prospecção e pesquisa de calcário e de argila, matérias-primas fundamentais para a produção de cimento, soube a macauhub em Maputo de fonte ministerial.

A Macauhub soube em Maputo que as empresas que já submeteram pedidos de autorização solicitando licenças são a Africa Great Wall Cement Manufacturer e a China – Mozambique Cement & Development Company.

A China – Mozambique Cement & Development Company solicitou ao Ministério dos Recursos Minerais licença para prospecção e pesquisa de calcário no distrito de Buzi, província de Sofala enquanto a empresa Africa Great Wall Cement Manufacturer, vai fazer a prospecção e pesquisa de argila no distrito de Magude, na província de Maputo.

Por seu turno, a empresa Sogecoa Moçambique solicitou licenças para prospecção e pesquisa de ouro nos distritos de Chifunde e Gorongoza, nas províncias de Tete e Sofala respectivamente.

Empresas chinesas estão a fazer investimentos de muitos milhões de dólares nos distritos de Magude e de Matutuine, na província de Maputo.

A China International Fund e a SPI criaram a CIF-Moz, que efectua a prospecção e pesquisa de argila e ferro, tendo concluído que existem condições para a instalação de uma fábrica de cimento no distrito de Matutuine, um investimento de 1250 milhões de meticais (35 milhões de dólares). (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH