Tráfego portuário em Angola aumentará mais de 5 milhões de toneladas até 2015

6 December 2010

Luanda, Angola, 6 Dez – O movimento das mercadorias nos portos de Angola poderá aumentar 5 milhões de toneladas até 2015 com a evolução das relações comerciais na Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), afirmou em Luanda o vice-ministro dos Transportes de Angola.

Citado pela agência noticiosa angolana Angop, José João Kuvingua, que falava na sessão de encerramento do 3º Encontro de Portos da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), disse que aquele valor consta de um estudo de mercado apresentado pela Associação dos Portos de Portugal.

A título de exemplo, José Kuvingua referiu que os portos angolanos e moçambicanos, além de servirem o mercado interno, poderão ter um papel relevante nas cadeias de abastecimento regionais a dois níveis, o primeiro relacionado com a captação de tráfegos e cargas nos países interiores e outro com o abastecimento das plataformas regionais.

O vice-ministro disse também que a exploração destas oportunidades poderá permitir que se desenvolva a indústria relacionada com o estabelecimento de uma base de serviços logísticos e de transporte, com forte impacto na criação de riqueza e emprego, e contribuindo para a diversificação das economias.

Dentro da CPLP, de acordo com o vice-ministro, foram já identificadas oportunidades relevantes para cada país, no alargamento da área de influência dos seus portos a outros mercados e países, como também no cruzamento com as oportunidades com os seus parceiros da comunidade.

Por outro lado, disse que a CPLP representa, em termos agregados, uma das maiores economias do mundo e a maior na zona marítima exclusiva mundial com particular preponderância no Oceano Atlântico.

O encontro contou com a participação de responsáveis dos portos de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe e Portugal. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH