Delegação da Empresa Portuária de Cabinda, Angola, desloca-se em Janeiro à China

9 December 2010

Cabinda, Angola, 9 Dez – Uma delegação da Empresa Portuária de Cabinda (EPC) deverá deslocar-se em Janeiro próximo à China onde a empresa China Gezhouba Group Company (CGGC) está a construir diversos equipamentos para o porto, informou o presidente da entidade gestora do porto.

De acordo com a agência noticiosa angolana Angop, Manuel Nazareth Neto adiantou que em Fevereiro próximo grande parte dos técnicos chineses estará já em Cabinda para iniciar a montagem de um estaleiro para a recepção da ponte-cais e do pontão de acostagem, dando assim início aos trabalhos para a construção do porto.

Uma draga deverá iniciar em breve trabalhos de desassoreamento da zona costeira para manobras dos navios de grande porte com um calado de 10 metros de profundidade, de acordo com as convenções internacionais dos portos e marinha mercante.

A ponte-cais do porto de Cabinda, com uma estrutura mista em aço e betão, terá 319 metros de cumprimento e uma plataforma de operações de 32 metros de largura e com capacidade para atracação de dois navios, em simultâneo, de 130 metros de cumprimento.

A execução da obra terá a duração de nove meses, a fiscalização será assegurada pelo Instituto Marítimo e Portuário Angolano (IMPA) e pela Empresa Portuária de Cabinda (EPC) e a sua construção visa substituir a actual ponte-cais que, além de ter mais de 50 anos, tem apenas 150 metros de comprimento. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH