Linhas Aéreas de Angola com aviões Boeing 777 em terra por falta de manutenção

13 December 2010

Luanda, Angola, 13 Dez – A transportadora Linhas Aéreas de Angola (Taag) enfrenta limitações físicas que impedem a manutenção da frota de aviões no país, disse sexta-feira, em Luanda, o administrador da empresa, Rui Carreira.

No decurso de um encontro com a imprensa para falar das dificuldades técnicas que a Taag vive, devido a avarias que paralisaram a frota de aeronaves de longo curso, o administrador disse ainda que os Boeing 777 são aviões muito sofisticados e acrescentou que “ainda não temos as nossas oficinas equipadas com o material adequado”.

O outro elemento importante para se fazer manutenção, prosseguiu, é um hangar e neste momento o Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro não tem um espaço com capacidade para acolher um Boeing 777.

Ainda de acordo com o administrador, a Taag tem contratos de manutenção com empresas de países para onde voa com regularidade como a China, África do sul, Emirados Árabes Unidos e Brasil, ocorrendo em Angola apenas a realização de pequenas manutenções. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH