Angola aposta em plano energético para garantir o desenvolvimento

17 December 2010

Cidade do Cabo, África do Sul, 17 Dez – Angola garantirá a satisfação das suas necessidades de desenvolvimento se cumprir o plano de investimentos para 2010-2016 em termos de produção energética, disse na Cidade do Cabo a ministra da Energia e Águas.

Em declarações à agência noticiosa portuguesa Lusa à margem da visita de Estado do presidente Eduardo dos Santos à África do Sul, a ministra Emanuela Vieira Lopes salientou que o aumento substancial na produção de energia eléctrica em Angola – de aproximadamente 7 mil megawatts – se alcançará apenas com recurso à geração hidroeléctrica.

Emanuela Vieira Lopes assinou na África do Sul um acordo de cooperação com a África do Sul na área da energia, declarando-se “muito satisfeita com a cooperação técnica em curso com os sul-africanos, que possuem a maior capacidade geradora em todo o continente africano”.

A ministra da Energia e Águas garantiu que a cooperação técnica em curso entre Angola e a África do Sul está a decorrer de forma muito satisfatória e acrescentou que, embora a África do Sul possua uma central nuclear na região do Cabo Ocidental e esteja ainda a considerar a hipótese de expandir a sua capacidade neste campo, o nuclear não está nos planos do governo de Angola.

“Além dos 7 mil megawatts de energia limpa programados, consta ainda do nosso plano a construção de outras 150 mini-hídricas e com todos os recursos nessa área que ainda não estão a ser utilizados temos muito campo a explorar”, concluiu. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH