Governo do Brasil vai investigar se empresas chinesas do sector do calçado violam a lei

18 January 2011

São Paulo, Brasil, 18 Jan – O governo do Brasil vai investigar se as empresas da China estão a desrespeitar as medidas “anti-dumping” adoptadas em 2010 para proteger o sector do calçado, afirmou segunda-feira em São Paulo O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Ao visitar a 38ª edição da Couromoda – Feira Internacional de Calçados, Artigos Desportivos e Artefactos de Couro, Fernando Pimentel disse que a investigação para apurar se houve triangulação vai ter início dentro de dias e acrescentou que “se for comprovada o governo tomará medidas”.

Em Março de 2010, o governo brasileiro aplicou uma taxa de 13,85 dólares sobre cada par de sapatos produzidos na China e, de acordo com ministro, há a suspeita de que produtos fabricados na China sejam registados em outros países asiáticos, como Vietname e Malásia, para evitar a protecção tarifária brasileira.

Por outro lado, a imprensa brasileira afirmou que os governos do Brasil quer negociar compensações com a China por causa do que designam por “câmbio artificialmente desvalorizado do país asiático”, devendo os contactos ser iniciados mesmo antes do encontro entre os presidentes do Brasil, Dilma Roussef, e da China, Hu Jintao.

As alternativas em discussão são variadas, englobando acordos sectoriais de exportação e investimentos e abertura do mercado chinês para carnes, frutos e produtos industrializados do Brasil. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH