Iniciativa da ONU em São Tomé e Príncipe levou ao aumento da produção de cacau

24 January 2011

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 25 Jan – A iniciativa que a ONU está a levar a cabo em São Tomé e Príncipe permitiu aumentar de 50 toneladas em 2004 para 600 toneladas em 2010 a produção de cacau, de acordo com a directora da organização britânica Cafédirect.

Anne MacCraig, que se deslocou recentemente ao arquipélago para analisar os progressos da iniciativa da ONU em parceria com a organização a que preside, disse que, graças a novos métodos, os produtores conseguem agora beneficiar de um preço cerca de cinco vezes superior para o seu cacau.

Antes do início deste projecto em 2004, São Tomé produzia apenas 50 toneladas de cacau tendo a produção aumentado para 600 toneladas de cacau reconhecido como orgânico, que é canalizado para os mercados de comércio justo.

Em 1998 houve uma quebra no preço mundial do cacau e para países como São Tomé e Príncipe esse facto teve grande impacto na economia, fazendo com que os produtores perdessem a confiança no cacau enquanto produto fonte de rendimento.

Foi a partir de um estudo feito por uma empresa francesa que os produtores perceberam que se produzissem cacau orgânico poderiam praticar melhores preços, tendo a iniciativa das Nações Unidas, juntamente com a Cafédirect, levado à criação de cooperativas de e à introdução de métodos mais modernos para o processamento de cacau. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH