Recuperação da linha de caminho-de-ferro de Nacala custará 231 milhões de dólares

27 January 2011

Lilongwe, Malawi, 28 Jan – A recuperação da linha de caminho-de-ferro de Nacala custará 231 milhões de dólares com 8 milhões de dólares a ficarem reservados para reparações de emergência, afirmou em Lilongwe um quadro do Ministério dos Transportes.

Victor Lungu, director do departamento de planeamento de transportes do Ministério dos Transportes e das Infra-Estruturas Públicas, disse que o valor mencionado foi uma das conclusões de um estudo efectuado com financiamento da União Europeia.

O estudo permitiu ainda concluir que, uma vez a linha de caminho-de-ferro recuperada, um comboio levará 38 horas – contra 5 a 7 dias actualmente – a fazer a viagem entre o porto de Nacala e Blantyre, a capital comercial do Malawi, tendo em atenção que o estado actual da linha não permite velocidades superiores a 20 quilómetros à hora.

“Quando a linha estiver recuperada, os comboios já poderão deslocar-se a uma velocidade de 50 a 70 quilómetros por hora”, acrescentou Victor Lungu.

A linha de caminho-de-ferro de Nacala é a coluna vertebral do Corredor de Desenvolvimento de Nacala, uma área de desenvolvimento que inclui áreas no Malawi, na Zâmbia e em Moçambique que estão praticamente por explorar.

O Malawi e Moçambique estão a discutir o possível lançamento de um estudo de viabilidade a um projecto de navegação fluvial, que permitiria ligar o primeiro país ao Oceano Índico através de um canal ligando os rios Shire e Zambeze. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH