Empresa sul-africana vai investir em fábrica de processamento de ananás em Moçambique

2 February 2011

Beira, Moçambique, 2 Fev – A empresa sul-africana First National Choice (FNC) pretende investir 6 milhões de dólares na construção de uma fábrica de processamento de ananás em Muxúnguè, província central de Sofala, de acordo com o jornal Diário de Moçambique.

Segundo o jornal, editado na Beira, a segunda maior cidade de Moçambique, o projecto foi revelado pelo gerente-geral da subsidiária moçambicana da empresa sul-africana, Ase Ferrão, no decurso do primeiro festival do ananás, realizado no passado sábado na localidade de Panja, Muxungué.

Numa primeira fase, a fábrica terá uma capacidade de processar 40 toneladas de ananás por dia, quantidade que poderá resultar em cerca de 17 mil litros de sumo, produto que será exportado para a Alemanha, país a partir do qual seguirá para outros mercados da Europa.

Nesta fase, está em curso a elaboração do plano deste empreendimento. Enquanto isso, a partir do próximo mês, a FNC projecta comprar ananás local para ser processado numa pequena fábrica existente em Morrumbene, na vizinha província de Inhambane, Sul do país.

Actualmente, a fábrica existente em Morrumbene processa frutos em polpa gelada, que é exportada para Dinamarca, bem como produz compotas de fruta para o mercado nacional.

O distrito de Chibabava conta com 3 500 camponeses que se dedicam ao cultivo de ananás numa área total de 4 150 hectares, acontecendo habitualmente que mais de metade da produção se perca devido à ausência de condições de processamento e mercado para a sua comercialização.

Em Julho passado, o director dos Serviços Económicos no distrito de Chibabava, Paz Martinho, disse que Muxúnguè produziu um total de 45 mil toneladas de ananás na campanha agrícola 2008/2009, tendo sido comercializada menos de metade. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH