Diversos operadores turísticos interessados no Parque Nacional da Gorongosa, em Moçambique

16 February 2011

Maputo, Moçambique, 17 Fev – Operadores de safaris e turísticos e cadeias hoteleiras de todo o mundo apresentaram candidaturas ao concurso público internacional para atrair novos operadores para o Parque Nacional da Gorongosa, informou o diário estatal Notícias, de Maputo.

Visando alcançar um “desenvolvimento turístico sustentável”, cada área de desenvolvimento turístico – a maior das quais com um pouco mais de 47 mil hectares – irá albergar vários acampamentos de tendas de luxo e outros de tendas volantes.

Em duas áreas situadas na periferia do parque será autorizada a construção de cabanas de luxo, sendo a maior parte dos acampamentos construída perto de (mas não em) zonas húmidas, áreas cársicas, terrenos de reprodução e áreas onde o zoneamento do parque permitir safaris de jipe, passeios a pé acompanhados de guia e outras actividades para turistas.

Algumas áreas de desenvolvimento turístico incluem “zonas de natureza selvagem”, onde serão efectuadas excursões de forma restrita ou exclusivamente limitadas a caminhadas a pé.

O Notícias adianta que todas estas novas iniciativas turísticas começarão a ser construídas em 2011 estando actualmente o Ministério do Turismo de Moçambique e o Projecto de Restauração da Gorongosa a seleccionar os projectos que melhor se enquadrem nos elevados padrões ecológicos do parque, assegurando “que o ecossistema seja preservado e que seja criada uma indústria turística sustentável.”

O Parque Nacional da Gorongosa celebrou em Julho de 2010 o seu quinquagésimo aniversário, designação atribuída em 1960, sendo desde 1935 uma reserva onde, por decreto, a caça não era permitida.

Em 2010, o parque recebeu a visita de 5 500 turistas, na sua maior parte estrangeiros, um aumento de 20 por cento relativamente ao número de visitantes de 2009. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH