Investimento da indiana Tata Chemicals em Moçambique deverá ser efectuado na província de Sofala

17 February 2011

Maputo, Moçambique, 18 Fev – O investimento da empresa indiana Tata Chemicals na produção de biocombustíveis em Moçambique deverá ser efectuado na província central de Sofala, de acordo com a “Biofuels Digest”, uma publicação do ramo de biocombustíveis.

Em Janeiro, a empresa anunciou, sem avançar pormenores, um projecto para a produção de biocombustíveis em Moçambique, através de um investimento inicial estimado em 15 milhões de dólares.

Citada pela agência noticiosa moçambicana AIM, a publicação diz que o investimento indiano vai ser aplicado numa zona inicialmente desenvolvida pelo grupo Grown Energy em 2009, no distrito de Chemba, em Sofala, ocupando uma área de 15 mil hectares.

Em Agosto de 2009, o governo de Moçambique aprovou dois projectos para a produção de biocombustíveis, um dos dois quais do grupo Zambezi Grown Energy Limited, que inclui interesses asiáticos e sul-africanos.

A “Biofuels Digest” escreve que, para o efeito, a Tata Chemicals adquiriu a Grown Energy, tendo desembolsado 1,1 milhões de dólares em Outubro de 2010, pelo que o projecto deverá ser efectuado no mesmo local onde o governo atribuiu um terreno ao grupo Grown Energy, em Chemba.

Esta companhia espera produzir etanol a partir de cana-de-açúcar num investimento máximo que poderá atingir 224 milhões de dólares, quando a empresa já estiver a produzir o equivalente a cem milhões de litros de combustível. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH