Empresa criada em Macau para potenciar negócios do Oriente com os países de língua portuguesa

21 February 2011

Macau, China, 22 Fev – A Geocapital e a Global Pactum constituíram segunda-feira em Macau a Geopactum Oriente, a primeira empresa de capitais multinacionais no âmbito do Fórum Macau, que visa intensificar os negócios entre a China e os países de língua portuguesa.

Em declarações à agência noticiosa portuguesa Lusa, António Carlos Oliveira, presidente da nova empresa e representante da Global Pactum, uma empresa angolana de gestão de participações que é a maior accionista do Banco Privado Atlântico, disse que o objectivo da Geopactum Oriente é “potencializar os negócios entre o espaço da lusofonia e o Oriente”.

O mesmo responsável salientou que na estrutura accionista da empresa existe a Geocapital, dos empresários Jorge Ferro Ribeiro e Stanley Ho, “que está bem implantada neste espaço do Oriente”, e a Global Pactum, que tem também a componente do espaço lusófono.

A Geopactum Oriente é a primeira empresa com capitais de Macau, Portugal e Angola criada no “espírito do Fórum Macau” de ligação e fortalecimento das relações entre a China e os países de língua portuguesa, salientou.

Para o primeiro ano de actividade, António Carlos Oliveira não estabelece metas fixas a atingir, mas salientou que a empresa, com sede em Macau, está a trabalhar para concretizar alguns projectos, nomeadamente nos sectores agro-industrial e da construção civil. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH