Sistema bancário em Moçambique concentrado em quatro instituições

23 February 2011

Maputo, Moçambique, 24 Dez – Os quatro maiores bancos a operar em Moçambique – Millenium bim, BCI, Standard Bank e Barclays Bank Moçambique – detinham 89 por cento dos activos totais do mercado no final de 2009, de acordo com um estudo da empresa de auditoria KPMG Moçambique.

O estudo, quarta-feira apresentado em Maputo, permitiu além disso revelar que a banca moçambicana contrariou a tendência verificada em muitos países ao registar um desempenho positivo em quase todos os indicadores.

Num agregado de 13 bancos avaliados (11 bancos comerciais e dois bancos de microcrédito), o Millennium bim consolidou a posição de líder em relação a quatro dos cinco aspectos avaliados, nomeadamente, activos totais, lucros, crédito e depósitos, e cedeu lugar ao banco Procredit, de capitais alemães, em relação à rendibilidade dos fundos próprios.

No que diz respeito a lucros, o Millenium bim situou-se perto de 2 mil milhões de meticais, depois dos cerca de 1 755 milhões de meticais no ano anterior, um crescimento de 9 por cento.

À excepção do Banco Oportunidade e do Banco Terra, que registaram prejuízos no exercício de 2009, os restantes bancos viram os seus lucros aumentar.

Globalmente, os bancos comerciais a operar em Moçambique obtiveram em 2009 lucros que se situaram em 3,6 mil milhões de meticais, o equivalente a 116,9 milhões de dólares.

No período em análise, a concessão de crédito cresceu 63,85 por cento para 70,2 mil milhões de meticais (2,2 mil milhões de dólares) e os depósitos continuaram a crescer passando de 76,8 mil milhões de meticais em 2008 para 103 mil milhões de meticais em 2009.

O estudo sobre o sector bancário em Moçambique, que já vai na sua 11ª edição, é realizado pela empresa de auditoria e consultoria KPMG, sendo a edição quarta-feira apresentada a nona que é efectuada em parceria com a Associação Moçambicana dos Bancos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH