Governo de Moçambique vai impor em breve mistura de biocombustíveis em combustíveis fósseis

28 February 2011

Maputo, Moçambique, 28 Fev – Moçambique vai dispor em breve de um regulamento sobre misturas de biocombustíveis, nomeadamente etanol e biodiesel, nos combustíveis fósseis gasolina e gasóleo, informou sexta-feira o ministro da Energia, citado pelo jornal Notícias, de Maputo.

Salvador Namburete adiantou que o regulamento, que já foi depositado no secretariado do Conselho de Ministros, estipula a mistura obrigatória de álcool/etanol na gasolina e de biodiesel no gasóleo, as respectivas percentagens bem como os prazos para o início do processo.

Na cerimónia de lançamento do estudo de viabilidade para a execução do projecto de Desenvolvimento Sustentável de Bioenergia em Moçambique, ao abrigo de uma parceria entre o governo do Brasil e a União Europeia, o ministro salientou que a produção de biocombustíveis é um negócio privado e que o regulamento surge como uma forma de estimular o investimento nesse segmento de negócio.

O estudo será realizado pela Fundação Getúlio Vargas, juntamente com técnicos moçambicanos com vista a permitir o devido alinhamento do programa às políticas e estratégias definidas pelo governo moçambicano e, por outro, criar capacidade nacional para a sustentabilidade da iniciativa.

Para a concretização, o governo conta com apoio financeiro disponibilizado pela empresa Vale Moçambique, no valor de 800 mil dólares.

Na ocasião, o secretário-geral adjunto do departamento de Energia e Alta Tecnologia do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, André Amado, salientou que a escolha de Moçambique para ser o primeiro país a beneficiar de um projecto de Desenvolvimento Sustentável de Bioenergia resulta do facto de apresentar um ambiente mais favorável do que outros candidatos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH