Carvão de Moçambique no centro da luta pela Riversdale Mining

2 March 2011

Sidney, Austrália, 2 Mar – A indiana Tata Steel aumentou de 24,2 por cento para 27,1 por cento a sua participação no capital da australiana Riversdale Mining, de acordo com uma informação aos accionistas terça-feira divulgada em Sidney.

A empresa indiana despendeu mais de 100 milhões de dólares australianos (101 milhões de dólares) na aquisição das acções que, aparentemente, vem dificultar a a oferta pública de aquisição no valor de 3,9 mil milhões de dólares lançada pelo grupo anglo-australiano Rio Tinto.

O segundo maior accionista da Riversdale Mining, o grupo brasileiro Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), também aumentou recentemente a sua participação na empresa, controlando actualmente 19,9 por cento do capital.

A Tata Steel e a CSN controlam agora 47 por cento da Riversdale Mining tornando extremamente difícil para a Rio Tinto fazer com que os accionistas minoritários vendam acções para perfazer um mínimo de 50,1 por cento da empresa australiana, condição base para que a oferta pública de aquisição seja efectuada.

A luta pela Riversdale Mining deriva do facto de a empresa australiana dispor de duas concessões carboníferas em Moçambique com reservas estimadas em milhares de milhões de toneladas. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH