China quer aproveitar Feira de Cantão para reforçar laços com Portugal

2 March 2011

Lisboa, Portugal, 3 Mar – A China quer utilizar a Feira de Cantão, a maior feira industrial e comercial do mundo, para intensificar laços com Portugal e os países de língua portuguesa, disse quarta-feira em Lisboa a conselheira económica da embaixada chinesa em Portugal.

“Damos as boas-vindas aos países de língua portuguesa e queremos convidar mais empresas para estarem presentes na Feira de Cantão, quer importadores quer exportadores, para ampliar e promover novos negócios e alcançar benefícios mútuos”, disse He Ding à agência noticiosa portuguesa Lusa à margem da sessão de apresentação da 109.ª edição da Feira de Cantão, que decorre de 15 Abril a 5 de Maio.

He Ding frisou ainda o interesse da China em diversificar as relações económicas e comerciais, quer pelo lado das importações, quer das exportações, o que passa pelo reforço das relações com Portugal e com os países de língua portuguesa.

Com mais de um milhão de metros quadrados, a Feira de Cantão é a maior plataforma de negócios em todo o mundo, onde participam mais de 20 mil empresas estrangeiras, mais de 200 mil compradores de todo o mundo e onde o número de produtos expostos ultrapassa 150 mil.

De acordo com Jenny Wang, subdirectora do Departamento Internacional do Centro Chinês de Comércio Externo, a média da participação das empresas portuguesas nas cinco últimas edições da feira foi de cerca de 550, um número que a organização quer aumentar, abrindo também portas aos empresários que querem vender na China.

A anterior edição da Feira de Cantão, em 2010, registou um volume de negócios de 343 mil milhões de dólares, um aumento de 30 por cento face a 2009. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH