Governo de Cabo verde concede 300 mil euros para requalificar barcos de pesca

23 March 2011

Cidade da Praia, Cabo Verde, 24 Mar – A Direcção Geral das Pescas (DGP) transferiu 300 mil euros para a empresa Atlantic Tuna, sediada em São Vicente, para transformar dois atuneiros em pesqueiros de pelágicos (cavala e melva).

O director-geral Adalberto Veira disse que o objectivo é aumentar a captura e, com isso, resolver o crónico problema de falta de matéria-prima que a fábrica de conservas Frescomar enfrenta.

São dois os atuneiros que vão ser requalificados e emprestados à Frescomar.

Segundo Adalberto Veira o trabalho de transformação dos atuneiros em pesqueiros de pelágicos (melva e cavala) deverá arrancar em breve.

“Queremos ter mais barcos no mar a pescar para podermos dar resposta ao consumo de pelágicos”, referiu o director-geral das Pescas.
Os atuneiros, 10 unidades no total, foram mandados construir em Peniche, Portugal, pelo governo de Cabo Verde que pagou 135 mil contos por unidade.

O custo global destes barcos foi superior a 12 milhões de dólares, financiados pelo Banco Africano do Desenvolvimento (BAD) e pelo Banco Árabe para o Desenvolvimento Económico em África (Badea), com o objectivo de relançar a pesca em São Vicente.

Ao longo dos anos, esses barcos, de 26 metros cada revelaram-se pouco práticos em termos operacionais.

Em 2008, cinco desses barcos foram enviados para Cuanza Sul (Angola), onde deviam dedicar-se à pesca do atum. Também esta operação fracassou e os barcos retornaram a S.Vicente.

A DGP considera que, com a transformação dos atuneiros em barcos de pesca de pelágicos, resolve-se o problema de falta de matéria-prima na Frescomar.

Quanto aos restantes oito barcos, Rui Vera-Cruz, presidente da Sociedade Cabo-verdiana e Angolana de Pesca (Atlantic Tuna),revelou que quatro já não pertencem à empresa e os quatro restantes vão ser comprados proximamente.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH