Portuguesa Sociedade Central de Cervejas vai investir em Angola e em Cabo Verde

27 March 2011

Lisboa, Portugal, 28 Mar – A empresa portuguesa Sociedade Central de Cervejas (SCC) terá pronto até Junho o plano de internacionalização para Angola e Cabo Verde, disse ao jornal Oje o presidente da comissão executiva da empresa, Alberto da Ponte.

Aquele responsável adiantou que até ao final do primeiro semestre a empresa irá anunciar os parceiros locais, a estrutura de capital e os investimentos.

Alberto da Ponte revelou ainda que a futura unidade irá produzir marcas fortes locais, enquanto as marcas da SCC com fortes vendas em Angola, caso da cerveja Sagres, continuarão a ser produzidas em Portugal e exportadas para Angola.

A par das cervejas, admitiu que a unidade irá produzir refrigerantes e engarrafar águas de mesa.

Em Cabo Verde decorrem conversações com parceiros comerciais locais e a decisão da construção de uma unidade de raiz será tomada também até Junho, embora num projecto com uma dimensão inferior ao de Angola e adequado ao nível de consumo actual.

A SCC, que acaba de lançar uma nova campanha de imagem, facturou 433 milhões de euros em 2010 sendo a previsão para este ano um crescimento de 3 por cento em termos consolidados, sendo que o impacto das exportações no negócio situar-se-á em 15 por cento.

O jornal cita fontes financeiras para afirmar que a criação de uma fábrica de raiz para um mercado que consuma 700 milhões de litros/ano poderá rondar entre 80 milhões e 120 milhões de dólares. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH