Empresas de Taiwan interessadas na privatização de empresas portuguesas

28 March 2011

Lisboa, Portugal, 29 Mar – Empresas de Taiwan têm interesse em participar na privatização da transportadora aérea TAP – Air Portugal e de outras empresas portuguesas, num processo de aproximação comercial entre Portugal e Taipé, disse segunda-feira em Lisboa o representante de Taiwan em Portugal.

Diego Lin Chou, director do Centro Económico e Cultural de Taiwan em Portugal, afirmou à agência noticiosa portuguesa Lusa que a necessidade da expansão das empresas de Taiwan as leva a olhar para Portugal – e para as empresas portuguesas a privatizar – como um destino natural, embora tenha salientado ser necessário que sejam divulgadas informações sobre oportunidades na economia portuguesa.

O responsável destacou ainda as biotecnologias, as energias renováveis ou as novas tecnologias de informação como os principais sectores potenciais de investimento de empresas de Taiwan em Portugal.

Portugal, que estabeleceu em 1979 relações diplomáticas com a República Popular da China, não reconhece Taiwan – que Pequim considera como uma província separatista – e não tem por isso relações diplomáticas ou económicas com a administração de Taipé, algo que Diego Lin Chou gostaria de ver mudar, pelo menos na vertente comercial.

“Portugal tem coisas muito boas para exportar para Taiwan e condições muito boas para atrair investimentos da ilha e Taiwan tem capacidade de fazer investimento”, afirmou.

Diego Lin Chou apontou as pedras ornamentais, o vinho português – “ainda desconhecido no mercado de Taiwan” – o calçado ou os móveis como sectores exportadores que podem singrar no mercado de Taiwan. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH