Défice orçamental de Portugal em 2010 revisto em alta para 8,6 por cento

31 March 2011

Lisboa, Portugal, 1 Abr – O défice orçamental de Portugal em 2010 ascendeu a 8,6 por cento, superior aos 7,3 por cento previstos pelo governo e a dívida pública superou pela primeira vez 90 por cento do Produto Interno Bruto, de acordo com dados divulgados quinta-feira em Lisboa pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Os dados do INE confirmam que a inclusão das imparidades do Banco Português de Negócios nas contas públicas bem como de três empresas de transporte – a Rede Ferroviária Nacional (Refer), a Metro de Lisboa e a Metro do Porto – no perímetro das Administrações Públicas tiveram um impacto nos valores do défice e da dívida que são entregues a Bruxelas.

A execução das garantias do Banco Privado Português também teve impacto negativo, adiantou o INE, que acrescentou que sem a inclusão daqueles valores, exigida pelo Eurostat, o organismo estatístico da União Europeia, o défice teria sido de 6,8 por cento.

A dívida pública também foi afectada por aqueles valores e “saltou” de 82,9 por cento do PIB em 2009 para 92,4 por cento do PIB em 2010, ano em que o défice orçamental, também agora revisto em alta, foi de 10 por cento.

Para 2011, o governo mantém uma previsão para o défice de 4,6 por cento e coloca agora a dívida pública já próximo de 100 por cento do PIB, em 97,3 por cento.
(macauhub)

MACAUHUB FRENCH