Empresários chineses anunciaram interesse em investir na província de Sofala, Moçambique

31 March 2011

Maputo, Moçambique, 1 Abr – Um grupo de empresários chineses pretende investir, na província de Sofala, mais de dez mil milhões de dólares na instalação de uma cadeia de hotéis, numa linha de montagem de automóveis na Beira ou no Dondo, na ampliação do porto e em transportes aéreos, de acordo com o diário estatal Notícias, de Maputo.

O jornal adianta que aquela intenção foi divulgada há dias pelo governador provincial, Carvalho Muária, no final de um encontro de trabalho que manteve com aqueles investidores.

Carvalho Muária mostrou-se optimista quanto à concretização dos investimentos nas áreas identificadas que, para ele, vão reduzir significativamente os actuais índices de pobreza absoluta na província mas ressalvou que tudo fica dependente dos resultados de uma visita de estudo a ser realizada na cidade da Beira, a capital provincial de Sofala.

O governador mencionou aos empresários chineses as potencialidades província de Sofala, destacando o porto da Beira, vias de acesso, energia eléctrica permanente em todos os distritos, excepto Muanza e Marínguè, bem como a disponibilidade de mais de 400 mil hectares de terras aráveis para o investimento e salientou que o Parque Nacional da Gorongosa necessita de mais investidores.

Para o chefe da missão empresarial chinesa, Wang Jiung, o turismo será a primeira actividade a ser concretizada no investimento destinado à província de Sofala, seguindo-se a aviação civil.

Os investidores chineses que escalaram a cidade da Beira depois de terem sido recebidos pelo Presidente da República, Armando Guebuza, convidaram o governador Muária e o presidente do Conselho Municipal da Beira, Daviz Simango, a visitarem a China. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH