Consumo de açúcar está a aumentar em Moçambique

18 April 2011

Maputo, Moçambique, 19 Abr – O aparecimento de novas indústrias no sector alimentar em Moçambique e a melhoria dos sistemas de distribuição vai impulsionar ainda mais o consumo interno do açúcar para 200 mil toneladas este ano, o correspondente a 57 por cento da produção total prevista, estimada em 350 mil toneladas, de acordo com o diário Notícias, de Maputo.

Citando dados do Centro de Promoção da Agricultura (Cepagri), o diário adianta que apesar de a produção moçambicana estar a crescer anualmente, o consumo de açúcar tem subido bastante mais, chegando a provocar uma escassez nos “stocks” para garantir os contratos de exportação, caso de 2010 em que a maior parte da produção foi absorvida por vendas no mercado doméstico.

Para este ano, os dados do Cepagri indicam que o consumo doméstico de açúcar ascenderá a 200 mil toneladas, um aumento homólogo de 4 por cento.

Como resultado do aumento do consumo doméstico, as exportações de 2010 caíram 11 por cento em relação a 2009, tendo a indústria exportado 108 mil toneladas de açúcar e arrecadado uma receita de 50,7 milhões de dólares.

Do total exportado, 83 mil toneladas seguiram para o mercado da União Europeia, no âmbito da Iniciativa EBA (Tudo Menos Armas) e 25 mil toneladas para o mercado dos Estados Unidos da América.

Com a redução registada, Moçambique perdeu a oportunidade de aproveitar o acesso ilimitado dado pela União Europeia no âmbito da Iniciativa EBA.

Este ano Moçambique deverá exportar 140 mil toneladas, das quais 118 mil serão para a União Europeia, sete mil toneladas para a região da União Aduaneira da África Austral (SACU, na sigla em inglês) e 15 mil toneladas para os Estados Unidos da América. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH