Moçambique vai começar a exportar têxteis para os Estados Unidos da América

18 April 2011

Matola, Moçambique, 19 Abr – A fábrica Moztex (antiga Texlom) vai exportar, a partir de Maio próximo, peças de vestuário “Made in Mozambique” para os Estados Unidos da América, afirmou domingo na cidade da Matola o embaixador da Rede Aga Khan para o Desenvolvimento para Moçambique e países de língua portuguesa, Nazim Ahmad.

Em declarações à agência noticiosa moçambicana AIM, Nazim Ahmad disse que o negócio já se encontra na sua fase final, faltando apenas apurar as quantidades que serão exportadas para o mercado norte-americano.

Actualmente, a Moztex está a exportar exclusivamente para a África do Sul que, semanalmente, recebe milhares de peças de vestuário com a etiqueta “Made in Mozambique”, sendo a matéria-prima para a produção do vestuário adquirida na China, a fim de respeitar a exigência do cliente sul-africano.

Caso se concretize este acordo, a Moztex terá de investir para aumentar a sua capacidade fabril através da instalação de um maior número de máquinas e contratação de mão-de-obra, o que poderá implicar um investimento de cinco milhões de dólares.

Segundo Nazim, a Rede Aga Khan pretende rentabilizar as instalações onde funciona a Moztex, introduzindo outras actividades industriais, que não precisou.

De acordo com dados recolhidos pela AIM, a Moztex exportou para a África do Sul desde o início da sua produção cerca de 500 mil peças de vestuário.

Em Moçambique, a AKDN tem interesses na província de Cabo Delgado e de Maputo, onde, além do Polana Serena Hotel e da Moztex, dispõe do Centro de Desenvolvimento Profissional da Academia Aga Khan. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH