Vale Moçambique vai dar início à extracção de carvão em Moatize

3 May 2011

Cidade do Cabo, África do Sul, 4 Mai – A Vale Moçambique vai iniciar domingo a extracção de carvão em Moatize, devendo a produção numa primeira fase atingir 1 milhão de toneladas por ano, disse a ministra dos Recursos Naturais de Moçambique, em declarações proferidas na Cidade do Cabo, África do Sul.

A ministra, que se deslocou àquela cidade a fim de participar no Fórum Económico para África, disse que, com o início das operações da subsidiária da brasileira Vale, Moçambique vai começar a produzir carvão em grande escala, prevendo-se que a produção aumente gradualmente até atingir 10 milhões de toneladas/ano dentro de 10 anos.

“Essa produção vai dar um contributo importante não só pelos impostos que a empresa vai pagar mas também pela geração de emprego. Queremos também que este empreendimento traga  outras indústrias não só baseadas no carvão, mas que possam também prestar serviços”, disse.

Esperança Bias afirmou que outros projectos passarão ainda este ano para a fase de produção, nomeadamente o carbonífero de Benga, da australiana Riversdale Mining e o das minas de tantalita em Moiane, no distrito de Gilé.

“Queremos que a actividade mineira de facto possa ser integrada na economia do pais e possa contribuir em grande medida para o desenvolvimento de Moçambique. Também queremos na área mineira haja empresas que possam adicionar valor naquilo que são os nossos minerais”, afirmou.

De entre os projectos que deverão passar à fase de produção ainda este ano, a ministra Esperança Bias falou também de um destinado à produção de fosfatos em Nampula. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH