Primeiro bloco na ZEE de São Tomé e Príncipe foi atribuído à petrolífera nigeriana Oranto Petroleum

4 May 2011

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 5 Mai – O governo de São Tomé e Príncipe atribuiu à petrolífera nigeriana Oranto Petroleum o direito de exploração um bloco de petróleo da zona económica exclusiva (ZEE) do arquipélago, anunciou terça-feira em São Tomé a Agência Nacional de Petróleos (ANP).

De acordo com o comunicado da ANP, a decisão da adjudicação do bloco 3 à petrolífera nigeriana foi tomada segunda-feira na reunião do Conselho de Ministros na sequência do primeiro leilão internacional de de sete blocos na ZEE do arquipélago.

No comunicado assinado pelo director executivo da ANP, Luís Alberto dos Prazeres, informa-se que o bloco adjudicado à Oranto Petroleum tem uma superfície de 4 228 quilómetros quadrados e está localizado na zona de exploração A da ZEE de São Tomé e Príncipe.

A Oranto Petroleum é uma companhia nigeriana em funcionamento desde 1991 com uma presença activa em vários blocos no golfo da Guiné e na África Ocidental.

Além daquela empresa, o primeiro leilão da ZEE são-tomense contou ainda com a participação da empresa são-tomense OG Engineering, da inglesa Afex Global e da nigeriana Ouvert Energy.

Além da ZEE, São Tomé e Príncipe dispõe ainda de uma área de exploração conjunta com a Nigéria na base de um tratado estabelecido em Fevereiro de 2001. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH