Primeiro carvão a ser exportado pela Vale Moçambique será embarcado em Julho

8 May 2011

Maputo, Moçambique, 9 Mai – O primeiro lote de carvão mineral de Moatize, província de Tete, a ser exportado vai ser embarcado em Julho próximo no porto da Beira, informou o diário Notícias, de Maputo, ao reportar o início oficial das operações mineiras da brasileira Vale em Moçambique.

Com um investimento de 1,6 mil milhões de dólares, a mina terá capacidade nominal de produção de 11 milhões de toneladas de carvão metalúrgico e térmico, devendo ser exportado, numa primeira fase, a partir do porto da Beira, para onde será transportado através da linha férrea de Sena, num percurso de 600 quilómetros.

Dadas as limitações da linha de Sena, o escoamento posterior do mineral será feito através do porto de Nacala, sendo que neste momento estão em curso negociações para a construção de uma linha de caminho-de-ferro ligando Moatize àquela região portuária.

Para o efeito, foi recentemente assinado um memorando de entendimento entre a Vale, proponente da obra, e as autoridades do Malawi, por onde se prevê passe a linha.

Dados estatísticos divulgados em Moatize indicam que o empreendimento irá contribuir significativamente para a economia moçambicana, não apenas através da criação de postos de trabalho, como também porque no pico da exploração irá gerar 2,5/3 mil milhões de dólares para a balança de pagamentos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH