Governo de Moçambique mantém meta superior a 7% para o crescimento da economia em 2011

10 May 2011

Massinga, Moçambique, 11 Mai – O governo mantém uma meta de crescimento da economia de Moçambique este ano superior a 7 por cento, afirmou em Massinga o ministro da Planificação e Desenvolvimento, Aiuba Cuereneia, no decurso do VII Conselho Coordenador do ministério por si tutelado.

Citado pelo jornal moçambicano O País, o ministro fez um balanço positivo da economia do país durante 2010 “embora a crise económica internacional tenha minado alguns dos esforços para a aceleração do crescimento e desenvolvimento do país”.

O produto interno bruto de Moçambique cresceu 6,6 por cento em 2010 mas a subida dos preços do petróleo e dos alimentos, bem como a valorização das principais moedas estrangeiras face ao metical, tiveram como efeito o agravamento da inflação, cuja taxa média anual se cifrou até Dezembro em 12,7%.

Para o ministro, apesar do contexto económico internacional ter sido adverso, “Moçambique continuou a ver coroado de êxito o seu empenho na atracção do investimento privado nacional e estrangeiro”.

Em 2010, disse, foram aprovados 234 projectos de investimento privado com um valor global de mais de 3 mil milhões de dólares e projectando a criação de mais de 28 mil postos de trabalho. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH