Grupo indiano leva a debate público projecto de extracção de carvão em Moçambique

12 May 2011

Maputo, Moçambique, 13 Mai – A empresa JSPL – Mozambique Minerais, subsidiária do grupo indiano Jindal Steel and Power Ltd. (JSPL) leva segunda-feira a debate público o estudo de impacto ambiental de um projecto de extracção de carvão mineral na zona do povoado de Chirodzi, a nordeste da província de Tete, informou o diário Notícias, de Maputo.

O projecto envolve investimentos na ordem de 180 milhões de dólares distribuídos ao longo da fase de implantação, incluindo os dois anos da fase de operação, onde o Estado moçambicano espera encaixar nos primeiros 28 anos de vigência da concessão cerca de 440 milhões de dólares, uma média de 15,7 milhões de dólares anuais.

A JSPL vai explorar a mina de extracção de carvão usando o método de mineração a céu aberto, processo que traz consigo inevitavelmente alterações no ambiente relacionadas com as modificações no relevo, na qualidade do ar pela emissão de poeiras de gases e na qualidade das águas.

A mineração a céu aberto consiste na remoção de toda a vegetação e movimentação de grandes volumes de solo promovendo mudanças permanentes nas comunidades vegetais e animais, eliminando e fragmentando o ambiente onde ocorre, isolando população e criando novas e marcantes fontes de perturbações, nomeadamente da vida selvagem. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH