Ministros das Finanças dos países da União Europeia aprovaram programa de assistência a Portugal

16 May 2011

Bruxelas, Bélgica, 17 Mai – Os ministros das Finanças da Zona Euro e da União Europeia (UE) aprovaram segunda-feira, em Bruxelas, o resgate a Portugal, um pacote financeiro de 78 mil milhões de euros para três anos, considerando que o programa negociado com Lisboa é “ambicioso”.

Numa declaração divulgada em Bruxelas, na sequência de uma reunião do Eurogrupo (17 países membros da Zona Euro) alargada aos restantes (10) Estados-membros da UE, na qual foi aprovado o programa de assistência a Portugal, os ministros das Finanças europeus consideram ainda que o programa “salvaguarda os grupos mais vulneráveis na sociedade” portuguesa.

O pacote de ajuda a Portugal atinge 78 mil milhões de euros, repartido em partes iguais, de 26 mil milhões de euros, pelo Fundo Europeu de Estabilização Financeira (suportado pelos países da Zona Euro), pelo Mecanismo Europeu de Estabilização Financeira (a UE, através do orçamento comunitário) e pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

Os ministros das Finanças recordam na declaração de hoje que o programa assenta em três grandes pilares, designadamente um ajustamento orçamental ambicioso para restaurar a sustentabilidade orçamental, um crescimento e competitividade para reforçar as reformas com a remoção dos factores de rigidez nos mercados dos produtos e do trabalho e, por fim, medidas para manter a liquidez e a solvência do sector financeiro.

O ministro português das Finanças, Fernando Teixeira dos Santos, revelou que a primeira fatia do pacote de ajuda, no montante de 18 mil milhões de euros, deverá ser entregue a Portugal no final de Maio ou princípio de Junho. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH