Operadores privados podem explorar energias renováveis em Moçambique

17 May 2011

Maputo, Moçambique, 18 Mai – Os operadores privados podem explorar em Moçambique fontes diversas de energias renováveis, afirmou em Maputo o ministro da Energia, no final da reunião do Conselho de Ministros que aprovou a estratégia de desenvolvimento de energias novas e renováveis.

Citado pelo diário Notícias, de Maputo, Salvador Namburete disse que para além dos biocombustíveis, cuja exploração já conta com operadores privados em províncias como Maputo, Manica, Niassa, Inhambane e Cabo Delgado, também podem investir noutras energias como a térmica, eólica, solar, hidroeléctrica, geotérmica e oceânica.

Dizendo que a estratégia aprovada estabelece regras claras e dá corpo à política aprovada em 2009, o ministro disse que o eventual investimento pode ser canalizado em duas direcções, uma das quais será uma reposta a necessidades locais de procura energética, sendo a segunda a produção de energia para distribuição através da rede nacional.

“Trata-se de uma estratégia que irá ser reapreciada de cinco em cinco anos a fim de a adequar aos avanços tecnológicos e aos princípios e metas definidos em cada etapa”, afirmou Namburete.

Actualmente, segundo o Ministro da Energia, pouco mais de 2,1 milhões de pessoas consomem energia eléctrica com base em sistemas solares, mas todo o esforço desenvolvido nesse sentido foi feito pelo Estado, através do Fundo de Energia (Funae). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH