Moçambique deverá este ano produzir 70 mil toneladas de algodão-caroço

18 May 2011

Maputo, Moçambique, 19 Mai – A produção de algodão-caroço na campanha agrícola 2010/2011 em Moçambique deverá cifrar-se em 70 mil toneladas, informou o Instituto do Algodão de Moçambique, de acordo com o boletim de informação da Confederação das Associações Económicas de Moçambique.

Na anterior campanha agrícola, 2009/2010, a produção de algodão-caroço foi baixa, de apenas 42 mil toneladas, que foram exportadas para a Ásia (99 por cento) e Europa (1 por cento), tendo caído 36,5 por cento em relação à de 2008/2009, em que foram produzidas 65 mil toneladas.

De acordo com o Plano Económico e Social (PES) relativo a 2010, a quebra na produção de algodão ficou a dever-se ao abandono da cultura por parte de muitas famílias devido aos baixos preços pagos nessa altura ao produtor.

Os baixos preços, de acordo com o boletim, influenciaram o número de produtores que praticavam a cultura bem como o cumprimento das operações culturais e tratamentos fitossanitários especialmente no período crítico da cultura, nomeadamente floração, capsulação e maturação de cápsulas, fases em que ocorrem as maiores perdas de produção..

Os responsáveis do Instituto Nacional do Algodão dizem que os produtores e as empresas estão empenhados no cumprimento das metas devido ao facto de neste momento se estar a registar, no mercado internacional, um preço qualificado de histórico, que passou de uma média de mil dólares para cerca de 4500 dólares a tonelada. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH