Governo de Angola deverá vir a aprovar aumento das taxas alfandegárias para materiais de construção e produtos agro-pecuários

19 May 2011

Luanda, Angola, 20 Mai – O Serviço Nacional das Alfândegas (SNA), a Associação Industrial Angolana e os ministérios da Agricultura e das Finanças manifestaram-se quinta-feira, em Luanda, unânimes em propor o agravamento das taxas sobre a importação de materiais de construção e produtos agro-pecuários.

Reunidos numa conferência sobre a revisão da Pauta Aduaneira, especialistas de diversos ministérios e associações profissionais procuram consenso para se cobrar taxas maiores sobre a importação de produtos como cimento, mármore, granito, carnes, hortícolas e bebidas, bens já produzidos, em quantidade suficiente, no país.

O chefe do Departamento de Tarifas e Comércio da SNA, Garcia Afonso, declarou ser propósito dos técnicos, das instituições envolvidas na discussão, defender a produção e a indústria nacionais.

Segundo aquele responsável, os especialistas participantes nos debates tencionam propor ao governo a introdução de taxas mais elevadas para aqueles bens importados já produzidos no país em condições satisfatórias e consideráveis.

As propostas finais sobre a revisão das taxas da actual Pauta Aduaneira, de 2008, serão submetidas ao Conselho de Ministros, a partir de Junho próximo, e a sua discussão envolveu, igualmente, os ministérios da Economia, Geologia, Minas e Indústria e os governos provinciais. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH