Produção de diamantes em Angola deverá atingir 10 milhões de quilates em 2011

25 May 2011

Luanda, Angola, 26 Mai – A produção angolana de diamantes deverá este ano atingir 10 milhões de quilates proporcionado uma receita de 1 200 milhões de dólares sendo o preço médio por quilate de 120 dólares, informou o jornal angolano O País citando fontes ligadas ao sector.

O jornal adiantou que caso se venha a registar aquela produção, tal significa que prossegue a recuperação iniciada em 2010, ano em que a produção de diamantes terá atingido 9,5 milhões de quilates e originado uma receita de 950 milhões de dólares.

Em 2009, a receita da venda de diamantes caiu para 804,15 milhões de dólares, depois de uma receita de 1 211 milhões em 2008, devido á quebra do preço por quilate cujo valor médio foi de 87 dólares em 2009, valor que compara com os 136 dólares registados em 2008.

A previsão é de continuada subida da produção de diamantes e da receita da sua venda, consolidando Angola como o 4º maior produtor de diamantes do mundo, logo a seguir ao Botswana, Rússia e Canadá.

O jornal informou ainda que em 2012 a produção angolana deverá ser de 11 milhões de quilates, cuja venda dará uma receita de 1 375 milhões de dólares ao preço médio por quilate de 125 dólares, que em 2013 essa produção ascenderá a 11,7 milhões de quilates e uma receita de 1 521 milhões de dólares, com um preço por quilate de 130 dólares e que em 2014 a produção continuará a subir para 12,8 milhões de quilates, dando origem a uma receita de 1 792 milhões de dólares ao preço médio de 140 dólares por quilate.

Angola participa no processo Kimberley, uma iniciativa intergovernamental da indústria internacional de diamantes e da sociedade civil apoiada pelas Nações Unidas estabelecida em 2002, com o objectivo de certificar a origem dos diamantes, evitando o fluxo internacional e a compra de diamantes originários de áreas de conflito. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH