Moçambique poderá vir a produzir gasolina a partir de gás natural em 2016

31 May 2011

Munique, Alemanha, 1 Jun – Moçambique deverá começar a produzir gasolina a partir de gás natural em 2016 de acordo com um projecto germano-moçambicano terça-feira apresentado em Munique ao primeiro-ministro moçambicano, Aires Ali, informou o diário Notícias, de Maputo.

Nos termos do memorando assinado naquela cidade alemã, os dois parceiros – o grupo moçambicano Insitec e a empresa alemã GigaMethanol BV – propõem-se construir uma refinaria em Inhambane, onde se encontram os poços de gás natural de Pande e de Temane, para transformar gás natural em 3,5 milhões de toneladas de metanol.

Daquela quantidade, 2,5 milhões de toneladas seriam destinadas à exportação, 500 mil toneladas seriam reservadas para a sua transformação em gasolina e as restantes 500 mil toneladas seriam aproveitadas como matéria-prima para a produção de colas, adesivos, solventes e plásticos.

De acordo com o diário, a construção da refinaria está estimada em 3,5 mil milhões de dólares, que seriam obtidos no sistema financeiro internacional.

Actualmente, a gasolina representa 40% dos cerca de 600 milhões de dólares que Moçambique despende anualmente na aquisição de combustíveis.

O Notícias assinala ainda que os dois parceiros estudam desde 2008 a possibilidade de instalar, em Moçambique, uma unidade industrial petroquímica para a produção de metanol e amónia a partir do gás natural, tendo investido até à data 15 milhões de dólares em estudos.

A refinaria, para além da tecnologia GigaMethanol para produção de metanol a partir de gás natural, contará também com a tecnologia MTG (Methanol to Gasoline) que permitirá a Moçambique passar a ser um país produtor de gasolina a partir de 2016. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH