Governo de Angola anunciou projecto de construção de siderurgia no Quanza Sul

6 June 2011

Luanda, Angola, 7 Jun – O ministro da Geologia e Minas e da Indústria de Angola, Joaquim David, informou sexta-feira, em Luanda, a existência de um projecto de construção de uma nova siderurgia que será erguida na província do Quanza Sul.

“Já existem acordos sobre o domínio comercial e estamos nesta altura a discutir o financiamento”, disse Joaquim David, durante a visita que efectuou à Sociedade Angolana de Siderurgia (SAS) e à Companhia de Pólvora e Explosivos de Angola.

Citado pela agência noticiosa angolana Angop, o ministro referiu que a siderurgia possui, neste momento, os equipamentos suficientes para funcionar com a energia disponível, adiantando que os referidos equipamentos permitem produzir cerca de 60 mil toneladas de aço/ano.

“A SAS está a funcionar bem, tendo já ultrapassado a produção do passado”, sublinhou Joaquim David, que se referia à produção da empresa durante a administração colonial, que nunca se aproximou das 10 mil toneladas/ano.

Para o governante, a melhoria alcançada actualmente ainda não é satisfatória. “Estimamos que o consumo nacional se situe à volta de 500 mil a 700 mil toneladas/ano, donde a necessidade de se construir novas siderurgias para aumentar a capacidade interna e exportar o excedente”, sublinhou.

Por seu turno, o administrador da Sociedade Angolana de Siderurgia Francisco Fernandes afirmou que a empresa trabalha a apenas 30% da sua capacidade, porque carece de investimentos. Durante o corrente ano a empresa fez um investimento na ordem dos três milhões de dólares.

A gestão da Sociedade Angolana de Siderurgia está a cargo da empresa chinesa Chung Fong Holding. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH